quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Só os tolos se apaixonam por você

Eu penso em ir embora.
Estou cansado desse lugar, dai percebo que esse lugar sou eu. Me cansei desse corpo, dessa vida.

Tudo o que eu quero é voltar pra casa e de repente cai a ficha de que você se tornou a minha casa. Desde que você partiu me sinto um sem teto. 

Procuro uma forma de matar a esperança que nutro. Vivo esperando que você entre por aquela porta novamente. Por mais que eu tente resistir, eu ainda te quero aqui.

E todas as noites desde que você partiu, me vejo enlouquecendo, tudo começa a desmoronar. Estou em pedaços, e o erro é meu, o erro sou eu.

Nossas vidas não se completam, eu sei. Não, não estou jogando a toalha; sei das nossas diferenças, dos seus impulsos e do meu ciume. E eu não dou a mínima pra tudo isso.

É que só tolos se apaixonam por você. Só tolos fazem o que eu faço.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Mas deixa

Sabe ontem sonhei com você.
No sonho você não conseguia me dizer que não me queria mas nem me dizia que sim.
Como acreditar?
Quando acordei pensei em te ligar, para ao menos ouvir sua voz.
Quando acordei pensei muito em você, tive medo de mim, por perceber a falta que você me faz.
Mas você e seu coração preguiçoso não pensam em mim.
Você sempre foi pra mim  como uma sensação.... boa de sentir.
Mas deixa, vou ficar aqui com meus sonhos. Talvez seja melhor. Às vezes erro o tom.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Só queria que você soubesse que você tem um rosto feito pra sorrir.

A imagem que eu tinha de você era um rosto sorridente, um olhar que brilhava a cada brincadeira. Pena que você o tenha destruído, quando sem medir palavras me fez em pedaços.
Eu tinha um mundo de oportunidades pra você; oportunidades que você jogou no lixo.
Demorou muito, mas resolvi escrever Adeus e Fim na nossa história. Resolvi deixar de lado todas as oportunidades que eu tinha pra você e que você foi destruindo.
É difícil dizer isso, perdi minha fé no amor e não creio que outra pessoa terá as mesmas oportunidades que ofereci a você, por medo de tê-las despedaçadas de novo.
Eu vou seguir meu rumo, talvez um dia você me ligue, me mande uma mensagem ou me procure. Desculpe mas eu não estarei mais lá.
Já não há mais oportunidades pra você.

Só queria que você soubesse que você tem um rosto feito pra sorrir.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Receita

Às vezes sinto um frio enorme e um buraco no meu peito, alguns soluços insistem em surgir com algumas lembranças que vão de leves e saudosas à pesadas e cruéis.

Paro e respiro, sei o que eu tenho que fazer, olho no espelho e repito: Eu me amo e não preciso de mais ninguém.

Coloco uma música, danço e continuo a repetir: eu me amo e não preciso de mais ninguém. Eu me basto.

E aos poucos eu vou me sentindo bem sem você. E assim vou voltando a ver beleza na vida.

Vou me colocando em primeiro lugar e reconstruindo minha autoestima, tão estilhaçada por você.

Eu me amo e não preciso de mais ninguém. Então eu sorrio.


terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Me aceita?



Eu não sou engraçado; e nem sou gosto das graças; mas sei lá, tenho uma vontade de fazer você rir e sorrir que acabo fazendo as piores piadas possíveis. É que eu tenho a esperança de enganar a tristeza dos seus olhos com um sorriso.
Sou a favor do acaso, apesar de tentar planejar a vida; mas deixo as coisas irem e virem na esperança de que você fique.
Não sou mau, mas também não me insulte dizendo que sou bonzinho. Me orgulho de ser normal, no meio termo, sem grandes virtudes ou grandes vícios.
Eu piso às vezes na bola, mesmo com todo esse equilíbrio, conceitos e filosofias.
Tenho esperança de aprenderem a me ler, peço subliminarmente que apenas leia. Sou um bobo romântico que escondo pingos de felicidade nas entrelinhas, sorrisos em vírgulas e afeto em pontos. Tento plantar risos, de forma discreta.
Na esperança de ter uma vida mais doce, às vezes exagero no açúcar, fica melado, enjoado; e as vezes na pressa pra corrigir jogo limão e infelizmente tenho o dom de azedar tudo. Mas tenho fé que um dia será doce.
Não posso dizer que sou transparente, nem que possuo um olhar doce, palavras leves; seria uma grande mentira. Depois de algumas perdas e desilusões ofusquei o vidro, nem olho mais docemente as pessoas, vi muita coisa nessa vida. E palavras, às vezes perco o tino, e falo o que não pensei. Isso é ser humano, sei que tenho defeitos gritantes; sei que às vezes crio personagens para fugir um pouco do mundo real, sou ator sem platéia, mas são personagens meus interiores, não uma mascara para conviver com pessoas. Por isso lhe peço que  me aceite. Você aceita?

sábado, 26 de julho de 2014

Eu não me importo com o que você está dizendo!!

Só queria te deixar claro que eu pouco me importo com o que você está dizendo nesse momento.
Não sei quem fez de você o senhor da razão.
Passei a minha vida toda tentando agradar todo mundo, esperando o momento onde eu teria a vez da palavra, sabe eu já me cansei disso, então deixe eu te dizer... Você tem suas opiniões, todos nós temos; mas cara, eu não te perguntei nada.
Obrigado pelo seu tempo, mas por favor não desperdice mais o meu. Não tente me dizer como eu devo ser.
Não, eu não faço parte desse conto de fadas que você sonha constantemente, eu não vou ser esse cara. Você que tenta ser tão inocente, cheio de boas intenções e vive atrás dessas mascaras, essa vida não é pra mim.

Pegue sua coroa e adeus. E, novamente, só queria deixar claro que eu pouco me importo com o que você está dizendo nesse momento.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Me contento...

A verdade é que eu não tenho ele, ele não é meu, não possuo direitos nem deveres sobre ele, e tenho noção disso. Me contento com seus sorrisos de vez em quando.
Eu aceito a situação, aceito ser a escolha dele, sei que não posso contar com ele quando eu precisar de colo ou cafuné. Me contento com seus carinhos de vez em quando.
Sei que o seu amor é distribuído aos poucos pela cidade, sei que não sou sua única opção e que nunca serei a dona do seu coração. Me contento com seus gemidos de vez em quando.
Tenho ciência que ele não estará aqui quando amanhecer. Me contento com seu cheiro nos travesseiros de vez em quando.

Vou me contentando com o que ele me oferece de vez em quando.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Sobre ser uma pessoa substituta.

No fim você é somente a pessoa substituta a vida dele. Você é quem ele procura quando tem um problema ou precisa de alguém pra esquentar a cama dele num dia de inverno. E aceite, nunca será mais que isso, então por favor menina não faça planos e nem acredite que isso irá mudar. Ele tem os amigos, a família, o futebol e a cervejinha em grau de importância maior ao seu. E não diga que você nunca percebeu, você sempre soube garota, só que agora parece estar cansada disso tudo.
O que acontece é que a gente aceita. Aceita por amar demais a pessoa, aceita por carência ou por problemas de alto estima.
Isso não é privilégio seu, todo mundo em algum momento da vida é a pessoa substituta na vida de alguém, eu já fui, provavelmente ele também já.

Agora só depende de você, ou continua sendo a pessoa substituta da vida dele ou coloca seu melhor vestido, passa um batom vermelho e acorda pra vida.

sábado, 3 de maio de 2014

Desabafo...

Eu sempre me achei uma rocha... sempre me vangloriei de não chorar, de dizer adeus facilmente e seguir em frente.
Eu que sempre define o que eu gosto e não, e nunca tive problemas com as consequências das minhas atitudes.

Descobri.

Era tudo uma casca, era só medo. Estou mais pra esponja que pra rocha. Choro lagrimas invisíveis diariamente, e mantenho-me estagnado diante de mudanças.
Definitivamente não sei do que eu gosto ou não, e nunca tive grandes consequências das minhas atitudes.

E essa descoberta me deixou meio sem rumo... sem saber qual a direção certa a ser tomada ... mas me veio a certeza que posso recomeçar, a partir de agora.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Take your time.

Mais de 9 mil km, muitos planos, talvez um novo desenho no meu corpo, um brinco novo, um corte novo de cabelo. Deixei pra trás meu lar, meus amigos, minha família, meus amigos, minha língua, minhas lembranças e todo um passado. Todas as tolices e medos, sonhos e pesadelos. Deixei pra trás aquele buraco.
Mudei.
Aqui onde todos caminham para o outro lado, onde o cinza e azul se misturam. Aqui onde sempre faz frio, e já não sei se e domingo ou segunda. Onde só vejo estranhos rostos e novas culturas, aqui onde eu esperava ser eu e não fui.
Tudo tão bagunçado e confuso. Não descobri quem eu sou ou pra onde ir. Aqui do outro lado do continente eu tento me redimir. Aqui no meio de toda essa gente, solidão.
Eu tive meu tempo, eu aproveitei, sobrevivi e vivi. Aqui onde encontro o fim busco um novo começo. Como será voltar?
É um novo fim pra um novo começo. A vida real me chama de volta, 9 mil km. Começo do zero. Mesmo sem saber se eu estou realmente pronto eu decidi recomeçar,
Precisei me manter afastado de tudo que amo pra me amar, precisei mudar tudo pra começar a ser eu mesmo. Precisei fugir e continuo fugindo até encontrar um lugar que seja meu e que correr não seja mais uma fuga.

Precisei ser só, para não querer ser só.

========================================================================
More than 9000 kilometers, many plans, maybe a new design on my body, a new ring nose, a new haircut. I left behind my home , my friends , my family, my language, my memories and a whole past. All nonsense and fears , dreams and nightmares . Left behind that hole .
Changed .
Here where everyone walks to the other side , where gray and blue mix. Here where always cold , and do not know if and Sunday or Monday . Where only see strange faces and new cultures , where I expected to be and I was not .
Everything is so messy and confusing . Not figured out who I am or where to go. Here on the other side of the continent I try to redeem myself . Here in the middle of all these people , loneliness .
I had my time , I took advantage , survived and lived . Here where I met the end I seek a new beginning . As will be back ?
It is a new order for a new beginning . Real life calls me back , 9000 km . Start from scratch . Even without knowing if I 'm really ready I decided to start over ,
I needed to keep me away from everything I love to love me , I had to move everything to start being myself. I had to run and keep running until find a place that is mine and that running is no longer an escape .
I needed to be alone for  not want to be alone.